Deixe um comentário

Como ter poderes

image

      A nosso consultório infernal nos tem escrito muitos leitores perguntando como poderiam ter “poderes”, e quais poderiam ser (para ir vendo os que lhes seriam melhores). Esta é nossa resposta.

      Querido aspirante a mago poderoso:

      O projeto central da magia negra é a autotransformação, ou o que podemos chamar também com “a vitória sobre si mesmo”. O domínio dos avatares do mundo — que suas mudanças ocorram de acordo com nossa vontade — é somente um efeito colateral destas mutações pessoais. Se procuras a magia porque buscas ter “poderes”, não podes nem imaginar o mal que estás começando.

      Pois estás partindo da dimensão de ti que menos possibilidades tem de mover-se, à mais inflada, problemática e pesada: teu ego social. Isto é, a imagem que cultivas ante os demais. Esses “poderes” que desejas são poderes anti (contra) os outros: afim de deslumbrá-los, de aterrorizá-los, definitivamente fasciná-los. Teu desejo de “poderes” é a angustiada necessidade de que teu entorno te admire.Te importas demasiado com os demais e seu incessante murmúrio de julgamentos para poder ir mudando livremente até novas e melhores formas de si mesmo.

      O ego construído sobre a aprovação dos outros tem muitos problemas: Sempre é frágil e inseguro, nunca deixa de recear. E no que nos trai aqui, tem um problema essencial: não aceita as contradições. Essa imagem de si mesmo, à qual chama como eu, lhe exige — porque a exigem os demais — que seja coerente, lógico, sem precipícios. Porém como poderia haver vitória sobre si sem luta contra si? A transformação do mago negro somente pode surgir de si mesmo, alimentada por sua própria carne e seu próprio sangue (diferentemente dos cristãos que se alimentam da carne e sangue de outros). Esta transformação sinistra passa indefectivelmente pelo reconhecimento e inclui o aprofundamento das contradições internas, que não são mais do que o reflexo da diversidade interior.

      Em cada contradição pessoal há o embrião de uma vida alternativa que poderia ser cultivada se quisermos. Vistas de além do Bem e do Mal, o que o ego e os outros chamam contradições são somente um fantástico tesouro interior por descobrir e desfrutar. Por isso o endemoniado, quando lhe perguntam se lembra-se de como o chamavam antes de começar a transformar-se, sempre responde desdenhoso: “Meu nome é Legião”. Enquanto não descobrirdes, conhecerdes e reinardes sobre toda vossa diversidade, não ocorrerá as transformações que te farão ter poder sobre teu próprio destino. E todo poder pessoal deriva disto.

      Atribulado buscador de “poderes”, responda a estas perguntas: Como poderias ter poder sobre as pessoas e as coisas, sem ter primeiro poder sobre ti mesmo? Como poderias impor tua vontade ao mundo, se sequer consegues que a tua te obedeças? E sobretudo, como aprenderias os segredos da Noite se te assustas observar tua obscuridade interior?

© Miguel AlgOl

Fonte:Baile del espiritu

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s