Deixe um comentário

Darkmoor

      Entre os Circuitos Superiores e Inferiores encontra-se um local de incerteza e medo. Este tem muitos nomes, mas o cibernauta refere-se a este lugar como Darkmoor. Quando o indivíduo, através de experiências de vida ou dedicação nos estudos, descobre a existência de estados de espírito mais avançados, normalmente, ocorre um tempo de incerteza.

      Por que me sinto desta maneira? Estou louco? Será que vou ter problemas? E a minha família e amigos? Será que vão me evitam? E se eles o fizerem? Estas são as dúvidas típicas. A minha era “Eu estou possuído por demônios?” Infortunadamente, por cerca de 10 anos atrás, eu lutei contra o fluxo. Lutei contra eu mesmo no Darkmoor. Me tornei vítima de minhas próprias projeções temerosas. Fiquei obcecado pelo medo de possessões demoníacas. Estive preso no Darkmoor por longos dez anos.

      Nós nos sentimos confortáveis em nossos quatro circuitos. No entanto, algumas pressões internas nos impulsionam para a frente em direção a territórios mais avançados. A CyberCraft ensina-nos que o que nos move para o Darkmoor é a nossa herança genética. Isso é algo que somos completamente incapazes de restringir ou deter. Lutar contra isto é tão eficaz quanto um jovem adolescente lutar contra o despertar de sua sexualidade. Ignorar o despertar aumenta a ocorrência de estados emocionais patológicos.

      Muitos dos aficionados neo-pagões já experimentaram este tempo de incerteza e prosseguiram. A religião da Deusa nos ajuda a perceber que as instituições religiosas dos Circuitos II e IV são incompletas pois elas negligenciam o corpo e a mente como uma entidade unificada. Os processos universais de vida nos lembra desta unidade.

      Darkmoor não é realmente um lugar ruim. É um momento para tentar. Um tempo para usar os novos músculos mentais e emocionais; alongar os velhos para se adaptar aos novos limites; e desenvolver novas ligações com a Matrix, Patrus, Lady e Lord. Para algumas pessoas, é um momento de alegria e descoberta. Para outros o Darkmoor é realmente muito obscuro.

      Dependendo da programação anterior, um cibernauta ou CyberPriest/ess pode recomendar alguns exercícios muito simples para ajudar o Aspirante a superar erros anteriores. Este autor sugere ao Aspirante que a qualidade do tempo gasto nessa área ajuda a gerar experiências de boa qualidade em outras áreas.

      Talvez os melhores rituais de auto-integração são aqueles que incluem ensinamentos que levam à consciência dos circuitos superiores. Na verdade, não posso imaginar uma pessoa que vá experimentar a dureza do Darkmoor sem prévio conhecimento dos circuitos superiores. No entanto, um indivíduo programado para encarar o avanço como algo mal ou demoníaco enfrentará um período infernal durante o Darkmoor.

      A passagem através deste pode ser divertido e emocionante. Conquanto deve-se tornar-se ciente dos circuitos superiores para navegar de forma eficaz através do Darkmoor.

Adaptado por Lizza Bathory de Sacred-texts

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: