Deixe um comentário

O QUE SÃO ENTEAIS DA NATUREZA?

Enteais?

Enteais são criaturas atuantes, almas sensitivas sujeitas à evolução, mas são livres de carmas e sentimentos de culpa.

“A natureza, em sua perfeição consentânea com as leis da Criação, é a mais bela dádiva que Deus deu às suas criaturas!…” (Abdruschin) — “Fios do destino determinam a vida humana”, de Roselis von Sass.

Quando ainda existia a ligação de mútuo amor entre os seres humanos e os enteais, um fulgor brilhante perpassava a aura humana. Esse fulgor atuava como um ímã sobre todos os entes da natureza, que de sua parte tudo faziam para alegrar os tão queridos “entes espirituais”, e, onde estivesse ao seu alcance, embelezavam e facilitavam-lhes a vida. Por toda a parte na Terra o amor enteálico protetor envolvia os seres humanos…

Desde há muito essa ligação, que era uma límpida fonte de alegria, está destruída, e os fiéis servos do onipotente Criador, os enteais, fogem das criaturas humanas. O abismo que se abriu entre os entes da natureza e os seres humanos tornou-se quase intransponível.

Hoje, na época do Juízo, novamente vivem seres humanos na Terra que acreditam firmemente nos enteais e desejam ansiosamente poder ver, pelo menos uma vez na vida, os gnomos, os elfos, os gigantes e muitos outros. Eles se perguntam, com uma espécie de saudoso pesar, por que não lhes é concedido realizar esse desejo, apesar de sua fé firme?

A fé e o desejo não bastam para restabelecer uma ligação destruída! Para isso é necessário mais. Mesmo se a ponte não estivesse destruída, os seres humanos de hoje não poderiam ver os enteais. Já as tantas formas de pensamento que os envolvem e perturbam como importunos enxames de moscas, desde que se iniciou o cultivo unilateral do cérebro anterior, formam um obstáculo intransponível. Cada um por si vive no meio de um matagal de formas criadas por ele mesmo, impedindo e tornando impossível visões mais amplas.

Poder ver os enteais quase não é mais possível sob as atuais circunstâncias. Contudo, o ser humano de vontade pura pode fazer com que eles novamente lhes sejam favoráveis e se aproximem dele, ao dar algo! Não apenas desejando alguma coisa ou acreditando neles. Somente dando é que se pode receber! O ser humano tem de dar algo! Dar! Dar, colocando-se diante da natureza, protegendo-a, bem como os animais que a ela pertencem! Dar, opondo-se com todos os meios à sua disposição aos inúmeros crimes que diariamente, até de hora em hora, são cometidos contra a natureza! Dar, fazendo ouvir sua voz em benefício da natureza, do mais belo presente de Deus!… Por amor a tudo o que foi criado! Quem agir nesse sentido pode, apesar da ligação destruída, conquistar a simpatia dos enteais, talvez até mesmo seu amor!

O amor dos enteais é um presente inimaginavelmente precioso. Ele desperta o bem no ser humano; significa alegria, alegria até em dias escuros, e proteção!

Um ser humano que conquistou esse amor irá senti-lo ou percebê-lo de algum modo. Sentir-se-á mais seguro e protegido. Advirá também mais movimento em sua existência, e muita coisa melhorará de modo misterioso!

Do carma, aliás, os enteais não podem libertar ninguém! Porém, a proteção e ajuda deles são de inestimável valor, pois eles muito podem aliviar e até desviar.

O ser humano terá de dar! Dar, e não apenas acreditar, desejar e exigir. Somente dando é que se pode receber. Dar no sentido certo! Quem compreendeu isso tornou-se um novo ser humano! Um ser humano ligado em amor a todas as criaturas e que se utiliza de seu elevado saber espiritual para a bênção de muitos!

A transformação de uma pessoa nesse sentido não ficará escondida, pois, como outrora, um fulgor brilhante iluminará sua aura, ligando-a em amor com os povos enteais. Na Terra, e por toda a parte onde chegar.

Finalizando, segue um trecho da dissertação “Mulher e Homem”, da Mensagem do Graal de Abdruschin, Vol. 3:

“O enteal atua e tece com fidelidade no lar da grande Criação, enquanto o espiritual deve ser considerado nela como hóspede peregrino, que tem a obrigação de adaptar-se harmoniosamente à ordem do grande lar, apoiando beneficiadoramente como melhor puder o atuar do enteal. Deve, pois, colaborar na conservação da grande obra que lhe oferece morada, pátria e possibilidade de existência.”

Fonte: Ordem do Graal na Terra

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: