Deixe um comentário

NOÇÕES BÁSICAS DAS ENCARNAÇÕES EM DIFERENTES MUNDOS

“O céu indra é o mais alto dos céus, onde porém ainda existe a ilusão da separatividade dos seres, e , assim, por isso, não pode ser o estado perfeito e eterno. Também há mocidade e velhice, isto é, as forças espirituais exaurem-se, e o espírito entra em inconsciência e torna a renascer nesta terra ou em algum outro planeta.”
– Bhavagadgita

Os Espíritos nos falam de inúmeros detalhes da vida em outros mundos, traçando sempre um paralelo com a Terra. Recortamos alguns trechos que fazem alusão a tais mundos sendo que outros recortes encontram-se descritos ao longo desse livro (O Livro dos Espíritos), dando-nos subsídios importantes ao nosso entendimento.

Questão 172: “As nossas diversas existências corporais se verificam em diferentes mundos. As que aqui passamos não são as primeiras, nem as últimas; são; porém, das mais materiais e das mais distantes da perfeição. Pois, todos os mundos são solidários.”

Questão 173: “A cada nova existência corporal a alma pode viver muitas vezes no mesmo globo, se não se adiantou bastante para passar a um mundo superior.”

Questão 174: “Caso o Espírito não progrida ele pode encarnar em mundos inferiores ao qual habita como expiação.”

Questão 177: “Para chegar à perfeição e à suprema felicidade, destino final de todos os homens, o Espírito não precisa passar pela fieira de todos os mundos existentes no Universo, porquanto muitos são os mundos correspondentes a cada grau da respectiva escala e o Espírito, saindo de um deles, nenhuma coisa nova aprenderia nos outros do mesmo grau.”

Questão 178: “Podem os Espíritos encarnar em um mundo relativamente inferior a outro onde já viveram, quando em missão, com o objetivo de auxiliarem o progresso, caso em que aceitam alegres as tribulações de tal existência, por lhes proporcionar meio de se adiantarem.”

Questão 179: “Os seres que habitam cada mundo não estão no mesmo nível de perfeição, dá-se em cada um o que ocorre na Terra: uns Espíritos são mais adiantados do que outros.”

Questão 180: “Passando deste planeta para outro, conserva o Espírito a inteligência que aqui tinha. Pode, porém, acontecer que ele não disponha dos mesmos meios para manifestá-la, dependendo isto da sua superioridade e das condições do corpo que tomar.”

Questão 184: “O Espírito tem a faculdade de escolher o mundo onde passe a habitar, a partir do momento que for permitido ir para este ou aquele e pode obtê-lo, se o merecer, porquanto a acessibilidade dos mundos para os Espíritos, depende do grau da elevação destes.”

Questão 186: “Existe mundos onde o Espírito, deixando de revestir corpos materiais, só tenha por envoltório o perispírito e mesmo esse envoltório se torna tão etéreo que para vós é como se não existisse. Esse o estado dos Espíritos puros.”
(O Livro dos Espíritos, Allan Kardec.)

Tendo como base as informações contidas no ”Livro dos Espíritos” verificamos maiores esclarecimentos através dos nossos escritores espirituais.

“Acolá, no entanto, instanciado e como perdido de seus irmãos de sistema, o minúsculo Plutão, gelado e inabitável por seres constituídos de órgãos vitais análogos aos do homem terreno, mas habitado por Espíritos primitivos ou muito endurecidos no mal, que para aí vão, detidos, expiar delitos cometidos algures, entre sociedades planetárias do mesmo sistema, inclusive da Terra.

Mas, aproximando-se mais do Sol, Mercúrio, o primeiro a partir do Astro-chefe e por ele eclipsado, sem permitir exame em sua construtura, quer aos homens, quer as Espíritos pouco elevados.

E Vênus, logo após, com seu arrebatador fulgor-azul cintilante…

Eis Marte, com sua cor avermelhada, companheiro imediato da própria Terra, menor que esta, e ainda mais distante do Sol, em cujos os ambientes fluxo e refluxos reencarnatórios são estabelecidos ainda com a própria Terra, apresentando superfície semelhante à desta e padrão científico mais ou menos idêntica ao dos homens considerados honestos e progressistas na sociedade terrena…

Meu amigo, muito de vós, o que da Terra, tendes viajado por alguns destes mundos, que acabas de contemplar…

Em suas sociedades falistes, expiastes erros, chorastes, amastes, progredistes!

Porfiai, agora, na prática do Saber para que, dentro em breve, se descerrem para vossas futuras migrações planetárias os abismos que vos separam de Júpiter e de Saturno, os mais belos e felizes desta pequena família do vosso sistema, a par de Marte, sempre algo mais pacífico do que a vossa Terra. Disse-o e, arrastando seu pupilo, mergulhou na atmosfera da Terra, cuja instância de foco gerador o Sol é de cento e quarenta e nove milhões de quilômetros. (Ressurreição e Vida, Yvonne A. Pereira, pelo Espírito Leão Tolstoi, Ed. FEB, pág. 46 a 50).

“Incontestavelmente, grandes vultos da Humanidade gloriosamente vivem em outros climas celestes; mas, falando da esfera em que nos encontramos, compete-me afirmar que é ainda muito remota para nós qualquer transferência definitiva para outros lares suspensos da nossa comunidade planetária. Mercúrio, Vênus, Marte, Júpiter, Saturno, Urano e Netuno, importantes companheiros da Terra, no sistema presidido pelo nosso Sol, acham-se milhões e milhões de quilômetros.

E as constelações mais próximas?

Você já imaginou o que seja o espaço, esse domínio imenso, povoado de forças espirituais que ainda não conseguimos compreender em seus simples rudimentos?

Já calculou o que seja esse plano infinito, onde a luz viaja com a velocidade de trezentos mil quilômetros por segundo?

Francamente, hoje creio que um homem, dentro do nosso reino solar, é, comparativamente, muito menor que uma formiga no corpo ciclópico da montanha onde se oculta.”
(Falando à Terra, Francisco Cândido Xavier pelo Espírito Inácio Bittencourt, Ed. FEB.)

Cabe aqui apenas uma pequena observação referente aos comentários dos Espíritos Inácio Bitetencourt e Leão Tolstoi. O primeiro não inclui Plutão dentre os planetas superiores do nosso sistema planetário. Já o segundo identifica Plutão como sendo um planeta reservado para a vida de Espíritos ainda muito primitivos e Espíritos pertencentes ao nosso sistema planetário que por qualquer motivo cometam delitos passíveis de serem expiados nesse orbe punitivo.

















Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: