Deixe um comentário

Destruindo o Mito da Grécia Depravada por Lord Kronus

“Eles queriam apresentar a Grécia Antiga como um paraíso de pevertidos […]O vocabulário da linguagem grega e a legislação da maioria das cidades-estado confirmam que a depravação  sempre foi considerada anormal.”

Henri-Irénée Marrou

O meu objetivo é convidar a todos para uma pequena reflexão sobre as crenças e os valores da Grécia pagã,este texto pretende fazer uma revisão da antiga civilização com base em um elemento muito importante de sua cultura,a sua própria mitologia.

Zoofilia

É fato que o termo é de origem grega, ζωον (zôon, “animal”) e φιλία (filia, “amizade” ou “amor”),essa parafília que consiste na atração sexual de um humano por um animal não era algo “comum” naquela civilização e a maior prova disso é o mito de Minos e o Minotauro.
Para aqueles não familiarizados com a lenda,o deus Poseidon presenteou Minos o rei de Creta com um lindo touro branco que emergiu das águas do mar e deveria ser sacrificado em honra ao deus dos mares,mas a ambição de Minos fez com que ele tentasse enganar o olimpiano,ele sacrificou outro touro ao deus e escondeu o animal escolhido em seu rebanho.Poseidon furioso por ter sido enganado pediu a ajuda de Afrodite a deusa do amor e da beleza para se vingar do tolo mortal,esta fez com que Pasifae a esposa de Minos se apaixonasse perdidamente pelo animal.Desta união profana nasceu o Minotauro a famosa besta metade homem e metade touro,um monstro canibal,a vergonha do rei Minos e sua punição por ter tentado enganar os deuses,a existência de tal abominação foi uma grande desgraça,o pesadelo só terminou quando Teseu,o clássico arquétipo do herói valente,matou o touro de Minos.Acredito que este mito deixa bem claro que a zoofilia era abominada pelos gregos.

Incesto

Há muitos “intelectuais” hoje em dia que defendem com unhas e dentes que a prática era comum naquela cultura,mas acho que devemos fazer uma outra observação.
Na mitologia,temos as Lâmias uma raça de demônios/vampiros,seres aterrorizantes meio mulheres e meio serpentes,que se alimentavam do sangue de recém-nascidos,existiam muitas versões para o surgimento de uma Lâmia,uma das versões era de que tais seres eram fruto de relações incestuosas.
Outro mito interessante é o da bela princesa Mirra que extremamente vaidosa se comparou em termos de beleza a deusa Afrodite,que ofendida com tal ousadia,fez com que a princesa se deitasse com o próprio pai que acabou involuntariamente engrávidando a filha,quando o feitiço passou,a familia caiu em desgraça,o seu pai,o rei Cíniras tentou matá-la,mas foi impedido pela misericórdia dos deuses.
Finalmente para fechar com chave de ouro,temos o dramático Édipo que quando descobriu que se casou e possuiu a própria mãe,arrancou os próprios olhos e pediu para ser exilado.A mãe do protagonista se suicida após descobrir a verdade.
Acredito que estes exemplos provam que o incesto não era visto como “normal” pelos antigos gregos.

Fontes:Guia Visual da Mitologia no Mundo da National Geographic,Vampiros um guia das criaturas que espreitam á noite do Dr.Bob Curran,Wikipédia .

Sobre o Autor:

LORD KRONUS
LORD KRONUS

Admirador do Oculto e cinéfilo. azerate666@hotmail.com Confira mais textos deste autor clicando aqui

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: