Deixe um comentário

Zumbis, malditos e cinéfilos: Na virada de sábado para domingo, o sangue, o horror e a ânsia por carne humana tomam o Cine Majestik, no Centro, reunindo cinéfilos na última sessão dos Filmes Malditos da Meia-Noite

Defuntos pútridos e famintos desbancam nesta noite de sábado os corpos nus, esculturais e libidinosos habituais do Cine Majestik, um dos mais requisitados cinemas pornôs do Centro de Fortaleza. Não menos maldito que o habitual, o Cine cede espaço para filmes B com inclinação ao grotesco em mais uma edição do Filmes Malditos da Meia-Noite. Sob o tema “Apocalipse Zumbi”, o cineclube chega a sua 30ª edição, prestando uma homenagem à criatura que parece ser uma das mais queridas entre os amantes do gênero e marca sua sessão de despedida (pelo menos, por enquanto).
Quase como um arquétipo nos filmes de terror, os Zumbis tocam a face obscura da existência, personificando com horror nossa inabilidade de lidar com a morte. Eles voltam com suas mazelas das profundezas sedentos por viventes, como um convite nada amistoso para juntarmo-nos ao grupo. O clássico oitentista “A Volta dos Mortos-vivos”, de Dan O’Bannon, inaugura a sessão de hoje. O filme é lembrado até hoje por atualizar a figura do zumbi, popularizada nos anos 60 e 70 por cineastas como o norte-americano George A. Romero. No longa de O’Bannon, a música tem um papel central. A trilha sonora reúne pérolas punks de bandas como The Cramps, The Damned e uma banda apropriadamente chamada de The Flesh Eaters (Os Comedores de Carne).
O longa é um dos raros exemplares da carreira de diretor de Dan O’Bannon. No cinema, ele se notabilizou como roteirista, quase sempre escrevendo histórias de terror e de ficção científica. Um de seus trabalhos mais famosos, aliás, é uma junção destes dois gêneros – “Alien, o 8º Passageiro” (1979).

Na sequência, duas produções italianas. A Itália, aliás, é um celeiro de talentos do terror B. Por volta das 2 horas da madrugada, começam as raridades que já tornaram-se um marca do cineclube. Primeiro, “Burial Ground”, filme B italiano que traz no elenco o ator anão Peter Bark, na época com 25 anos, vivendo um menino de 13 anos que sente atração sexual pela mãe.
Depois, entra em cena a pérola do diretor Lamberto Bava “Demons – Terror nas trevas”, que se passa dentro de um cinema, onde os zumbis protagonizam cenas repulsivas e aterrorizantes. Por fim, às 4h50, com o dia quase amanhecendo, a obra-prima “Fome animal”, dirigida pelo neozelandês Peter Jackson (que mais tarde dirigiria superproduções, como a trilogia “O Senhor dos Anéis”), que leva um pouco menos a sério a figura do zumbi, destilando humor negro. O filme é considerado um dos mais sangrentos do cinema, utilizando em sua produção mais de mil litros de sangue de porco.

Mobilização
O carisma controverso dos sanguinários zumbis casou com anseios de cinéfilos e entusiastas do estilo mórbido destes protagonistas que já preparam uma apresentação a caráter na sala de exibição. Cicatrizes, buracos de bala e membros mutilados farão parte da indumentária. “Essa é a primeira vez que vejo pessoal querendo ir fantasiado. O Victor (Queiroz) postou no grupo (de Facebook) sobre pessoas que poderiam fazer esse trabalho. Bom, eu posso fazer”, conta a maquiadora e estudante do Curso de Cinema e Audiovisual da UFC, Jú Gonçalves, que estará empenhada deixar o ambiente um tanto mais grotesco.
Ela conta que conheceu o projeto em março deste ano e chegou a realizar um pequeno documentário. “Ele passa filmes undergrounds que você provavelmente nunca vai ver nas salas comerciais. Você vai de madrugada para passar a noite inteira e sair de manhã. Após o trabalho, muitos dos meus colegas passaram a frequentar assiduamente. Eu vou lá sempre”, conta.

The End
Após um ano de intensa atividade, mantendo a marca de uma sessão por mês, o Filmes Malditos da Meia-Noite faz hoje a sua despedida. Pelo menos, por enquanto. Criado em 2007, pelo jornalista Alex Oliveira, o projeto já mudou quatro vezes de endereço, parou, voltou e agora para de novo. “Eu já estou meio cansado. Talvez procure outro formato.
Talvez continue no ano que vem em sessões mais esporádicas”, explica Alex.

Durante estes quatro anos, o projeto ocupou a Vila das Artes, de 2007 ao começo de 2008, o Cine São Luis, 2008, experimentou ainda três edições no Cine Jangada, no formato que mesclava as exibições à shows de bandas de rock e, por fim, em 2011, ocupou o Cine Majestik, contando com o apoio da Secretaria da Cultura do Ceará, contemplada no Edital de Cinema e Vídeo de 2010. “Consegui o edital para fazer 10 edições no Cine Majestik. (Esse ano) eu não poderia participar (do Edital) de novo com a mesma proposta”, lamenta Alex, sobre outro fator que contribuiu para o encerramento.
O projeto Filmes Malditos da Meia-Noite tem inspiração no Midnight Movies, realizado em Nova York, pensado inicialmente para apenas uma edição. A repercussão e a adesão do público, fez com que a ideia se firmasse como um cineclube. “Desde a primeira edição já teve público considerável. Já chegamos a ter mais de 100 espectadores”, destaca o criador.

Programação:
00:00 – “A Volta dos Mortos – Vivos” (Return of the living dead, EUA, 1985), de Dan O´Bannon
01:40 – “Burial Ground” (Le notti del terrore, Itália, 1981), de Andrea Bianchi
03:10 – “Demons – Filhos das Trevas” (Dèmoni, Itália, 1985), de Lamberto Bava
04:50 – “Fome animal” (Braindead, Nova Zelândia, 1992), de Peter Jackson

* As exibições acontecem na madrugada de sábado para domingo.

MAIS INFORMAÇÕES:
Filmes Malditos da Meia-Noite, à meia-noite de sábado, 26 de novembro, no Cine Majestik (Rua Major Facundo 866 – Centro). Censura 18 anos.
Gratuito.

Fonte: http://diariodonordeste.globo.com/materia.asp?codigo=1074926

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: